A avicultura de corte
Qua, 12 de Setembro de 2012 00:00

fornecedores_minervaO consumo médio “per capita” de carne de frango no ano de 2012 já ultrapassa a estimativa de 47kg/ano.


Em média cada brasileiro está consumindo por dia cerca de 130g deste alimento.

De acordo com uma pesquisa realizada recentemente pela Ubabef,100% dos brasileiros comem ou estão dispostos a comer carne de frango, sem nenhuma restrição, sendo que hoje, o cardápio sem carne de frango é algo raro na mesa dos brasileiros. Atualmente, o frango é a carne mais consumida no Brasil.

A pesquisa apontou ainda que, em todas as faixas etárias, o consumo de carne de frango é elevado. Efetivamente, a carne de frango teve esse aumento no consumo diferentemente de outras proteínas, exatamente pela qualidade que ela possui.

Desde o início da produção de frangos de corte no Brasil, a cadeia produtiva deste produto modernizou-se e continua buscando formas mas de melhorar ainda mais o desempenho do setor, devido à necessidade de redução de custos e aumento de produtividade, tentando com isso não perder competitividade em nível mundial, como conseqüência, tem sido uma das mais organizadas do país, destacando-se das demais pelos resultados alcançados não só em produtividade, volume de animais abatidos, como também no desempenho econômico, onde têm contribuído de forma significativa para a economia do país.

Para as pequenas e médias propriedades rurais, a criação de frangos de corte é hoje uma das atividades agropecuárias bastante desenvolvida e que agrega valor e vem trazendo renda num curto espaço de tempo para o homem do campo. Em menos de 50 dias o avicultor tem um lote pronto e esse dá lugar a outro. O giro de capital é muito rápido. Na forma de cuidar e manejar os frangos está a diferença entre o lucro e o prejuízo. Um pequeno detalhe no manejo de um lote de frangos pode dar uma diferença significativa para mais ou para menos no bolso do criador. O lucro fica por conta de pequenos ajustes e cuidados com: a regulagem dos painéis controladores; da água de bebida fornecida as aves; com a temperatura interna do galpão; com arraçoamento adequado; manutenção da cama do aviário em condições de absorver as umidades e oferecer conforto para as aves; entre outros.

Muita dedicação

A Criação(manejo) de frangos de corte é um investimento que exige:

  • Responsável técnico para as etapas de elaborações dos projetos de instalação e de manejo do aviário, de execução e de assistência técnica.
  • A disponibilidade de recursos financeiros para o investimento inicial;
  • O interesse da Agroindústria na integração;
  • Ter mão-de-obra com dedicação integral na propriedade
  • Água de boa qualidade e energia elétrica.
  • Água de boa qualidade e energia elétrica.

A parceria das empresas com os produtores - seja ela pela integração vertical ou sistemas de cooperativas - de fato tem contribuído para o grande avanço da avicultura de corte, e desta forma tem agregado renda as pequenas e médias propriedades rural.

O sistema de integração é representado pelas agroindústrias, é o sistema que detém todo o processo produtivo, desde a produção do ovo fértil até o abate, no qual a comercialização ocorre apenas uma vez.

A integração é um acordo que estabelece um sistema de colaboração mútua entre a empresa e o produtor, a empresa se compromete a fornecer os pintainhos, a ração, os medicamentos, assistência técnica, transporte da ração e do frango bem como abate e comercialização. Ao integrado cabe providenciar os insumos necessários para dar condições de ambiência e bem estar as aves e mão-deobra para o manejo das mesmas.

Esse sistema de produção garante ao criador rendimento definido, lote após lote, ficando livre das oscilações de mercado. E à empresa proporciona ainda uma série de benefícios como melhorar o padrão de qualidade em todos os segmentos da cadeia, permitir produção em escala, aumentando sua competitividade. O preço a ser pago aos produtores ao final da saída de cada lote dependerá do índice de Eficiência de Produção que inclui a Viabilidade, o Ganho de Peso Médio Diário e a Conversão Alimentar do Plantel.

Portanto, a criação de frangos de corte para uma pequena ou mesmo média propriedade rural é uma atividade que agregada ou não a outras atividades será sempre um fator somador de resultados para o agricultor que busca hoje ser competitivo no mercado e garantir assim a sua permanência no campo.
Leonardo S. Tidre – Assistente Técnico Coopavel

Fonte: http://www.coopavel.com.br/informativo/jornal/ago12.pdf.

 

 

 
Artigos Relacionados